Este website utiliza cookies de forma a garantir uma melhor navegação no nosso site.
Ao continuar a navegar no site, está a concordar com a utilização de cookies. Para mais informação, clique aqui

Weber - Saint-Gobain

Colagem de peças de pequeno formato em exterior

Problema

Nos suportes produzem-se deformações que são transmitidas aos revestimentos cerâmicos. Quanto mais alta for a fachada, é normal serem maiores as deformações provocadas pelo edifício. Estas deformações devem ser minimizadas, com a utilização de cimentos-cola flexíveis, adequados à dimensão do revestimento e à altura da fachada onde ele é colado.

Em exteriores, os agentes climatéricos, como a chuva, o sol e o gelo atuam sobre o revestimento provocando tensões muito fortes. Estes agentes, em especial a ação dos ventos, reforçam a necessidade de adequar o cimento-cola à altura da fachada. A colagem de revestimentos cerâmicos acima de 6 metros de altura, em fachadas, requer um reforço adicional no sistema de colagem, de forma a minimizar todos os fatores de risco que envolvem colagens em altura.

As peças cerâmicas do revestimento de fachadas dilatam e contraem por ação do calor e do frio, respetivamente. Estas dilatações e contrações obrigam à utilização de um cimento-cola com aderências melhoradas e com flexibilidade.

Por causa destas tensões no revestimento cerâmico de fachadas devem prever-se juntas de colocação, juntas entre peças, com uma largura mínima de 3 mm, considerando peças de pequeno formato. Estas juntas de colocação deverão ser preenchidas com uma argamassa própria para exteriores e com deformabilidade.

Solução

Verificar se o suporte exterior está limpo, seco e resistente. Devem ser respeitadas as juntas estruturais. Em fachadas devem prever-se juntas de fracionamento horizontais, ao nível de cada piso, e verticais de 5 em 5 metros. Estas juntas devem ser preenchidas com um material altamente elástico, do tipo mástique ou com perfis adequados.

Em fachadas com menos de 6 metros de altura, e para pequenos formatos, utilizar o weber.col flex S. Em fachadas mais elevadas, recomendamos a utilização do weber.col flex L. Trata-se de um produto com maior deformabilidade e maior aderência, por forma a resistir aos fatores climatéricos existentes, bem como às maiores deformações que ocorrem em edifícios de maior dimensão.

Por se tratar de colagem no exterior, recomendamos a execução da técnica de colagem dupla. Colocar as peças cerâmicas sobre o cimento-cola espalhado no suporte, fazendo a pressão necessária para garantir que os cordões de cola ficam esmagados, garantindo uma colagem eficiente.

Passadas 48 horas devem preencher-se as juntas de colocação utilizando weber.color flex ou weber.color premium.

Solução com os seguintes produtos Weber

Solução 1

weber.col flex S

Colagem de cerâmica, pedra natural e mosaico hidráulico de pequeno formato em fachadas (<6M), pavimentos e paredes exteriores e interiores

weber.col flex L

Colagem de cerâmica, pedra natural e mosaico hidráulico de grande e médio formato em fachadas, pavimentos e paredes exteriores e interiores

Solução 2

weber.col flex M

Colagem de peças cerâmicas de médio formato em exteriores

weber.color flex

Argamassa colorida de acabamento areado para juntas em interior e exterior

weber.color premium

Argamassa colorida de acabamento liso para juntas anti-fungos