Este website utiliza cookies de forma a garantir uma melhor navegação no nosso site.
Ao continuar a navegar no site, está a concordar com a utilização de cookies. Para mais informação, clique aqui

Weber - Saint-Gobain

Conselhos Genéricos de Aplicação


Para que as soluções de colagem e betumação de cerâmica resultem na sua plenitude, é importante conhecer as melhores práticas de aplicação. Veja aqui alguns conselhos genéricos.

Condições Climatéricas

Durante a fase de aplicação de materiais cerâmicos ou em pedra natural devem evitar-se condições desfavoráveis, como sol intenso, chuva, vento forte.

Resistência do Suporte

É necessário ter a certeza de que a resistência do suporte é adequada às solicitações a que estará sujeito face ao revestimento seleccionado. Peças de grande formato e de peso excessivo sobre suportes pouco resistentes (por exemplo de gesso) originarão o descolamento prematuro das mesmas.

Selecção da talocha – espessura de cola a aplicar

Em função da dimensão da peça a colar e o estado do suporte, deve-se seleccionar o tamanho da talocha denteada a utilizar para espalhar a cola, tendo em consideração que a totalidade da área da peça deve ficar em contacto com a cola.

Técnica de colagem

Em função do formato de peça a colar e o estado do suporte, deve-se optar pela técnica de colagem mais adequada: colagem simples ou dupla:

Quando as peças têm formato superior a 900cm2, deve efectuar-se sempre colagem dupla, ou seja, espalhando a cola no suporte e no tardoz da peça.

Para que se garanta o preenchimento total da área da peça, o espalhamento da cola no tardoz desta deve ser efectuado no sentido perpendicular do da cola no suporte.

Ao fazer o assentamento das peças, coloque-as ligeiramente afastadas da sua posição e arraste-as até à sua posição final fazendo um ligeiro movimento com os dedos. Use o martelo de borracha para garantir que os cordões de cola foram bem esmagados.

Durante a aplicação, é conveniente levantar aleatoriamente algumas peças para verificar se os cordões de cola se encontram bem esmagados, e se a totalidade do tardoz das peças está preenchido com cola.

Ao longo da aplicação, o excesso de cola que eventualmente possa existir nas juntas de colocação deve ser retirado de forma a que fiquem já preparadas para realizar a betumação.

No final da aplicação, faça uma limpeza geral para retirar os resíduos de cola que tenham ficado sobre as peças evitando que endureçam e dificultem posteriormente a limpeza final.

Critérios de escolha

Para escolher o cimento-cola adequado ao trabalho que se pretende realizar existem diversos fatores a ter em conta:

1. O local de aplicação, por exemplo: interior, exterior, fachada ou piscina;

2. O tipo de suporte, por exemplo: reboco ou betonilha, betão, gesso cartonado, madeira, cerâmica, etc.

3. O tipo de peças que vão ser aplicadas: azulejo, grés porcelânico, pedra natural ou pastilha, etc.

4. Solicitações térmicas ou mecânicas associadas à utilização do local, por exemplo: forte calor ou tráfego intenso.